por Elaine Silveira

Hoje em dia existe um distanciamento entre o pensar, o sentir e o agir, ou seja, um conflito do homem em seus próprios aspectos e estruturas internos com aquilo que ele manifesta para o mundo. Essa mentira existencial entre o pensar, o sentir e o agir é uma das maiores causas do conflito humano e tem relação direta com a nossa saúde e com a ausência de paz.

Saúde perfeita é a conjugação corpo-alma. Doença é o conflito do homem com suas próprias dimensões: material e espiritual.

Matéria e alma precisam interagir, se comunicar. É a relação corpo-alma que traz autoconsciência. A manutenção da vida depende desta bipolaridade para formar a Unidade. Enquanto estiverem nesse mundo, se quiserem a manutenção da saúde, matéria e alma têm que ser uma só, precisam caminhar juntas e de maneira consciente.

Porém, existe um conflito de movimento Alma x Corpo. A matéria é preparada para servir a alma, mas com o passar do tempo o corpo vai criando um arquivo e ficando mais e mais parado (em função dos registros de traumas, medos e conceitos adquiridos e herdados), negligenciando as vontades da alma. Isto ocorre porque o corpo se submete a uma mente reativa que é um banco de memórias de dados do passado e uma soma de crenças. Somando-se a isso, o corpo também acumula memória celular e registros dos antepassados, ou seja, memórias registradas nas células do corpo, transmitidas de geração a geração. De forma que somamos um corpo cheio de registros e uma mente enquadrada e aprisionada em conceitos, traumas e memórias. No dia a dia as lembranças do corpo e da mente são expressas várias e várias vezes, na forma de críticas, raiva, ressentimentos, medo etc, fazendo com que você seja controlado pelos dados e memórias do seu inconsciente e do seu corpo. E reproduz repetidas vezes suas emoções por causa dessas recordações que só geram sofrimento, atravancando sua mente com conceitos em excesso, certezas em excesso, ilusões em excesso, lixo mental em excesso. Isso te afasta do teu real Ser, que não se encontra neste cenário.

No meio desse labirinto mental, você se esquece que é um ser multidimensional composto por eu humano e Eu divino, e sua alma acaba sendo totalmente negligenciada, sem espaço para se manifestar, ignorando que só se tem equilíbrio quando alma e corpo são uma unidade. E aí vem a doença.

Para a doença se manifestar ela precisa encontrar espaço no físico, mente e espírito. A doença física ocorre devido às diferentes formas de condições tóxicas, processos infecciosos, acidentes e recebem todas as consequências e somatizações da mente, distúrbios emocionais e ausência espiritual. As doenças da mente são causadas por preocupações em excesso, medo, raiva, ressentimentos, negativismo e pessimismo. A doença espiritual vem da ausência de bondade, do desamor e da ignorância do homem sobre sua verdadeira relação com Deus.

Resgate da relação Alma e Matéria

            O trabalho é de resgate da alma enquanto virtude.

A alma trabalha em cima de virtudes e possui três funções básicas:

Pensar – Sentir – Agir

            Sapiência (pensar) – pensar sem julgamento;

Coragem (sentir) – ser capaz de ver o correto, mesmo em algo que não lhe faça muito sentido;

Temperança (agir) – agir com equilíbrio.

São essas três funções que vão gerar o movimento da alma. Há uma quarta virtude que traduz essas três: a Justiça. O justo equilíbrio da alma. É fazer tudo com justiça.

A função maior da Alma, no entanto, é o Bem.

Quando tudo está equilibrado, harmonioso, temos o Bem e o Belo.

Quando trabalhamos olhando em direção da Alma, vemos que a virtude se traduz em saúde. Porque então as almas estão doentes?

Os excessos (ou as ausências), os desequilíbros causam doença. O processo de equilíbrio é fundamental o tempo inteiro. Equilibrar os excessos na minha vida. Qual é o “meu” excesso que está adoecendo meu corpo e distanciando minha alma? Excesso de alimento, excesso de raiva, de mágoa, ressentimento. Outra coisa que adoce é a ausência. Ausência de educação. Ausência de alegria. Ausência de amor….

Não adianta checar só o corpo; o corpo estar belo e a alma ser ignorada. Por exemplo, quem nunca conheceu alguém que acabara de fazer um check-up geral e aparentemente estava tudo ok, mas morreu poucos dias depois de infarto fulminante? Muitos problemas cardíacos ocorrem pelo afastamento desta ligação matéria-espírito.

O fato é que para a doença se manifestar corpo, mente e alma estão em desequilíbrio. O trabalho de cura tem que envolver os três, para que não façam mais oposição casando perda de energia. Energia vital é finita. Não é renovável. Com o colapso energético que estamos vivendo, não há mais o que desperdiçar. O equilíbrio corpo, mente e alma precisa ser resgatado.

E a mente? A mente do corpo só existe para reconhecer coisas – é mecânica, física, não tem inteligência – repete padrão. Ela é uma mente reativa, não analítica. Há um aspecto mental a ser considerado quando se busca a saúde física. A mente reage às emoções causando tensão, contração e memórias tóxicas.

Já a mente do espírito possui inteligência, sabedoria e capacidade de análise, é a consciência. Ela é a única que pode estabelecer a união e relação entre o corpo e a alma. As duas precisam se unir para o desenvolvimento humano, mas na maioria das pessoas uma trabalha em oposição à outra.

E é aqui, nessa mente na qual habita a consciência, que o trabalho de meditação pode exercer uma fundamental diferença e zerar todos esses processos de desequilíbrio entre corpo, mente e alma. Essa poderosa ferramenta que está dentro de cada um implorando pra ser requisitada é o gatilho do meu trabalho nas práticas de relaxamento e meditação.

O caminho é o auto conhecimento. Não é religião. Não é esoterismo. E também não é ciência que embora já tenha se rendido aos benefícios da meditação, ainda está engatinhando nesse assunto. Auto conhecimento é se descobrir em todos os seus aspectos  É a verdade sobre você mesmo. Que não é dita por ninguém, é revelada a você pelo seu real Ser. Pra acessar essa verdade, você apenas precisa decidir marcar esse encontro e restabelecer a relação entre o seu corpo, a sua mente consciente e a sua alma.

Esse texto é parte da monografia apresentada por Elaine Silveira como conclusão do curso de Extensão em Medicina Integrada da Asami – Associação Sul Americana de Medicina Integrada. O resumo desta monografia foi selecionado para ser publicado na revista Homo Optimus, edição de 2007. No entanto, este tema é atemporal e atual em qualquer época.

Sugestão de leitura:

3 Aspectos do Ser: Unidade ou Desequilíbrio – Parte II

Pensar, Falar e Agir, o estado de Honestidade Perfeita

Yoga para integração do Corpo, Mente e Alma

Harmonização Corpo, Mente e Alma pela metodologia de Grigori Grabovoi

© Elaine Silveira, unicidade.org, 2016. É proibido o uso não autorizado e / ou duplicação deste material sem a permissão expressa e por escrito da autora deste site. Trechos e links podem ser utilizados, desde que o crédito seja claro e dado à Elaine Silveira, unicidade.org, com direção adequada e específica para o conteúdo original.

Se você gostou deste conteúdo, compartilhe este link. Muito obrigada!!!

Inscreva-se no link Seguir logo abaixo à direita para receber os conteúdos em seu email.

GRATIDÃO!!!

Anúncios