O que podemos aprender sobre a paz nos dias atuais

por Elaine Silveira

Há um tempo atrás perguntei para algumas pessoas se é possível ter paz nesse mundo materialista, desigual, competitivo, de tantas diferenças de ideias e cheio de conflitos. As respostas foram variadas. Para alguns, ter paz é morar em um lugar tranquilo longe das grandes metrópoles. Para outros, a paz depende daquilo que você dá mais valor na vida e que seu componente principal é a liberdade de escolha, fazer o melhor uso dos seus talentos e esforços para desfrutar da vida. Para muitos a paz é a ausência de problemas ou de tudo aquilo que não é paz, de acordo com critérios individuais de cada um. E, de uma maneira prática e divertida, fizeram a sugestão de avaliar a qualidade do sono. Se você dorme bem é porque está em paz.

De fato, a consciência tranquila é sempre o melhor travesseiro, e não é à toa que problemas de distúrbio do sono são tão comuns.

E, então, chegamos a um ponto importante:

Paz e consciência caminham juntas

Refletir em como trilhar o caminho para a paz rapidamente me remete a uma frase de Gandhi:

Não existe um caminho para a paz, a paz é o próprio caminho.

E isso me leva também à Peace Pilgrim, a Peregrina que fez votos para permanecer em peregrinação até que a humanidade houvesse aprendido o caminho da paz. Ela acreditava que estávamos em uma crise que poderia nos levar para a aniquilação. Por isso, ao longo de 28 anos, percorreu mais de 40 mil quilômetros motivando as pessoas a buscarem meios pacíficos em suas relações, de maneira a viver a Era Dourada da Paz. Não conseguiu a paz do mundo, mas certamente ajudou muitas pessoas a alcançarem a paz interior.

São duas histórias incríveis que tem como componente também o desprendimento material. Mas na condição na qual vivemos, participando ativamente deste mundo capitalista tal como é, seria possível viver em paz?

  • Uma vida pacífica certamente se relaciona ao desapego material. Isso não significa ter uma vida miserável, mas sobretudo não focar apenas no que o dinheiro pode comprar. Uma vida alicerçada apenas no dinheiro, poder e ganância é realmente de tirar a paz e o maior portal das batalhas internas e externas na qual vive a humanidade.

Temos atualmente no Brasil e em várias partes do mundo um componente político forte, que gera conflitos e divergências de ideias. Seria o caminho se ausentar da política para evitar perturbações e conflitos?

  • A própria vida é em si um ato político, e o grande aprendizado nessa jornada é o convívio em sociedade, aprender através das relações. Não estamos aqui para o exílio mas para nos darmos conta de que somos Todos Um.

[…] o homem é naturalmente um animal político […]

Aristóteles

Temos então alguma chance de viver em paz?

Slide1

Precisamos escolher: Paz e conflito não coexistem.

  • Gandhi viveu pela Paz e mostrou que é possível atacar um sistema injusto sem agredir. Morreu vítima de violência em um mundo que se sustenta dos conflitos, mas ainda assim deixou como legado a mensagem de que a não violência deve ser a maior força da humanidade. Se a paz é o caminho como Gandhi mencionou, a guerra também é, e todo tempo estamos escolhendo entre um e o outro seja em nossos pensamentos, palavras, ações…
  • Deepak Chopra diz que Paz é um estilo de vida. Ele desenvolve um trabalho de incentivo à educação e desenvolvimento das crianças norteado com práticas de paz e auto estima, despertando em cada um a responsabilidade pessoal pela não violência. Nossa, que maneira incrível para os pais e educadores adotarem, considerando que o bullying nas escolas já é um indicativo de uma vida de violência, onde as escolhas de comportamento já estão sendo feitas.
    • Semear a paz é uma importante responsabilidade na educação dos filhos, de maneira a mostrar-lhes alternativas à violência, à raiva e ao medo, criando e capacitando novas gerações de líderes compassivos.

Paz

  • Chico Xavier revelou que  2019 é o prazo para a terra viver em Paz. Temos dois caminhos, ou viveremos um colapso entre povos, que seria considerada a 3ª Guerra Mundial, ou receberemos graças divinas ao escolhermos pela paz.
    • Não é difícil se preocupar com esta previsão feita há quase 50 anos, considerando que as pessoas não tem escolhido líderes compassivos, mas aqueles que incitam o ódio e preconceito com discursos bélicos.Captura de tela 2017-03-27 18.38.36
  • Confirmando a fala do Chico Xavier, recentemente o Papa Francisco disse que “semear ódio, violência e divisões é um caminho de destruição e de preparo para a Terceira Guerra Mundial”.
  • No caminho do Yoga e Meditação a busca é pela consciência sobre nós mesmos e do mundo à nossa volta. Yoga é Presença e não alienação, e por isso questões sociais e políticas fazem parte do contexto de uma vida consciente, mas o caminho começa de dentro pra fora, buscando a paz interior para interagir e propagar a paz para o mundo. Fazemos parte do todo, e o todo faz parte de nós.
    • O silêncio da meditação é um exercício da mente para uma visão à parte dos conflitos e condicionamentos pessoais que limita nossa percepção real. Nos auxilia a participar do mundo sem perder a paz de espírito, sabendo que não temos controle sobre todas as coisas.

Captura de tela 2018-11-10 09.36.09

    • Fato é que todo mundo tem uma violência intrínseca a qual deve renunciar em prol da Paz.  Reconhecer os próprios conflitos internos é o primeiro passo para abdicar o hábito da guerra e nos tornarmos seres pacíficos. A origem dos conflitos não está em coisas externas, seja na política, relacionamentos ou questões sociais. Tudo isso é secundário, reflexo de nossas delusões internas.
    • A visão que temos do mundo está relacionada aos nossos padrões de pensamento. Você tem uma base de estrutura mental que gera o que você pensa, fala e faz. E  é o que está dentro de cada um que é projetado no mundo.
    • Da mesma maneira, vemos o mundo a partir dos filtros da nossa mente, mas essas lentes distorcem a verdadeira visão do mundo. Por isso é muito difícil sair do ciclo vicioso de repetições de padrões de pensamentos e comportamento.

Captura de tela 2016-04-16 19.01.45

    • É preciso ser muito honesto consigo mesmo pra saber se você está no caminho da paz ou da guerra, reconhecendo seus medos que te impulsionam para a violência. Ao ignorar a raiva interior, a tempestade exterior nunca irá diminuir e isso deixa você mais distante de uma vida pacífica.
    • Ser yogui é ser vigilante para sair do individualismo da matéria e viver de acordo com os valores da alma, uma vida pautada em dignidade e justiça.

“A pessoa que não está em paz consigo mesma será uma pessoa em guerra com o mundo inteiro.”

Gandhi

  • Se formos pensar em uma única maneira para resolver nossos problemas, a melhor saída sempre será aquela que for justa, porque sem justiça não existe paz.  Como disse Martin Luther King Jr., Nobel da Paz de 1964:

    A verdadeira paz não é somente a ausência de tensão, é a presença de justiça

    • Não é à toa que para Aristóteles a justiça é uma virtude, uma faculdade da alma que rege as relações dos homens na sociedade. Refere-se ao agir corretamente em relação ao outro, sobretudo justiça social.

Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados” (Jesus em Mateus 5:6)

A paz não se encontra na individualidade

Resultado de imagem para ninguém solta a mão

Para finalizar, em um mundo no qual tanto se busca a felicidade, uma vez que tudo o que empreendemos é em nome dela, no final das contas, se não trouxer paz, não te trouxe nada.

Na próxima postagem:

Como ser ser um canal de Paz para o mundo em dicas práticas.

O conteúdo de unicidade.org é um convite à transformação através da meditação, ioga, alimentação e qualidade de vida, com textos que levam a dicas práticas para saúde do corpo, mente e espírito. O objetivo é trazer a cada um a capacidade pessoal de entender e lidar com as próprias dores. A conexão interna onde se encontram todas as respostas.

Inscreva-se no blog www.unicidade.org  para receber o Programa Completo de 21 Dias de Meditação e Relaxamento Uma Viagem ao Centro de Você Mesmo. A paz é um caminho de dentro pra fora. Experimente!!!

Slide23

© Elaine Silveira, unicidade.org. Trechos e links podem ser utilizados, desde que o crédito seja claro e dado no início da postagem à Elaine Silveira, unicidade.org, com direção adequada e específica para o conteúdo original

Para compartilhar com seus amigos ou deixar seu comentário vá para o final da postagem.

Vou adorar saber a sua opinião.

 

 

 

 

Anúncios